PortuguêsInglêsEspañol
 
 
 

Compostagem Doméstica

22.03.2021

Compostagem Doméstica

Texto por: João Furlanetto - 20/02/2021

Com o aumento da consciência ambiental dos indivíduos, a prática da COMPOSTAGEM DOMÉSTICA vem, aos poucos, tomando corpo e está se espalhando pelo mundo. Este movimento também é sentido no Brasil, ainda que de forma tímida, mas crescente.
Para os “composteiros”, a ideia de transformar o “lixo” orgânico em adubo rende um sentimento positivo, gratificante: é um pequeno gesto individual para contribuir para um bem maior e coletivo. Um ato de civilidade, de respeito. Cada um fazendo um pouco, para deixar nossas cidades mais bonitas e sustentáveis. 

Considerando que aproximadamente 50% dos rejeitos domésticos são orgânicos (comida ou restos de comida!) e que, se nada for feito, eles irão acabar no aterro sanitário ou em “lixões”, gerando sujeira, contaminação e emissão de gases de efeito estufa, entre outros impactos negativos na natureza, a compostagem é uma solução grandiosa!

Para contribuir, neste processo de conscientização e engajamento crescentes, além de ações individuais e domésticas, muitas empresas estão surgindo - aproveitando o vazio deixado pela gestão da grande maioria das cidades, e fazendo disso um negócio. Empreendimentos que prestam um serviço à comunidade, levando a compostagem por assinatura, por exemplo, ou outros serviços de compostagem, já existem em várias cidades do Brasil. Esta rede de composteiros está em expansão e, esperamos, possa cobrir em breve todo o país. No mapa abaixo, podemos ver como ela está hoje.

A iniciativa de poderes legislativos ou executivos também está, aos poucos, evoluindo para fazer da compostagem uma realidade. Cidades como Florianópolis (2019) e Brasília (2020) são exemplos de cidades que já possuem leis nesse sentido, tornando a compostagem parte obrigatória do sistema de coleta de resíduos.

Fazendo com as próprias mãos ou terceirizando a uma empresa, o que importa é se importar. E agir. Afinal, estamos falando de cuidar do meio-ambiente mais próximo de nossas casas. Por que não começar por elas? 

Quer saber qual a empresa mais próxima a você? Clique aqui! 

 
 
 
 
Ser sustentável é ser responsável